Skip to main content Accessibility help
×
×
Home

Critiquing the Bank: 60 Years of BNDES in the Academy

  • ANNE G. HANLEY, JULIO MANUEL PIRES, MAURÍCIO JORGE PINTO DE SOUZA, RENATO LEITE MARCONDES, ROSANE NUNES DE FARIA and SÉRGIO NARUHIKO SAKURAI...
Abstract

This article offers a critical analysis of scholarship produced about Brazil's Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) since its founding, in 1952, to 2013. BNDES has performed an important, if changing and sometimes controversial, role in Brazil's economic development over the past 60 years, especially as provider of long-term finance. This analysis of almost 1,000 texts highlights discussions about its initial organisation and mission and how the role and activities of the bank changed over time, guided by turbulent national political and economic contexts. In spite of the bank's institutional importance, however, the literature is more narrative than analytical and of limited scholarly impact, dominated as it is by the bank's authorship. We argue for independent, evidence-driven, critical analyses of the effectiveness of this important institution in promoting Brazil's economic and social development.

Este artículo ofrece un análisis crítico de la investigación sobre el Banco Nacional para el Desarrollo Económico y Social de Brasil (BNDES) desde su fundación en 1952 hasta 2013. El BNDES ha jugado un papel importante, si bien cambiante y a veces controvertido, en el desarrollo económico de Brasil en los últimos 60 años, especialmente como proveedor de financiamiento de largo plazo. Este análisis de cerca de 1,000 textos subraya las discusiones sobre su organización y misión inicial y describe cómo el papel de las actividades del banco cambió a lo largo del tiempo, en un contexto político y económico turbulento. Pese a la importancia institucional del banco, sin embargo, la literatura es más narrativa que analítica y de impacto académico limitado, ya que proviene principalmente de autores del mismo banco. Nosotros consideramos importante que se promuevan análisis independientes, basados en evidencias y que sean críticos sobre la efectividad de esta importante institución que promueve el desarrollo económico y social de Brasil.

Este artigo oferece uma análise crítica acerca da literatura acadêmica produzida a respeito do Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social do Brasil (BNDES), desde sua fundação em 1952 até o ano de 2013. O BNDES tem desempenhado um importante papel, ainda que mutável e muitas vezes controverso, no desenvolvimento econômico do Brasil nos últimos 60 anos, especialmente como provedor de financiamentos de longo prazo. Esta análise de quase mil textos destaca os debates acerca da organização inicial e missão do banco, e como suas atividades passaram por mudanças ao longo do tempo, guiadas por contextos nacionais econômicos e políticos turbulentos. Apesar da importância institucional do banco, a literatura apresenta-se mais narrativa que analítica, com impacto acadêmico limitado, dominada pela autoria do próprio banco. Defendemos uma análise independente, baseada em evidências e crítica a respeitoda efetividade desta importante instituição em promover o desenvolvimento econômico e social brasileiro.

Copyright
References
Hide All

1 Rougier, Marcelo, ‘Estado, empresas y crédito en la Argentina. Los orígenes del Banco Nacional de Desarrollo, 1967–1973’, Desarrollo Económico, 43, n. 172 (Jan.–Mar, 2004), pp. 518–19. Marcelo Rougier (ed.), La banca de desarrolho en América Latina: luces y sombras en la industrialización de la región (Buenos Aires: Fondo de Cultura Económica, 2011).

2 A full description of our methodology and results of our quantitative bibliometric analysis can be found in, ‘A Quantitative Analysis of the Academic Economic Literature Regarding the Brazilian Development Bank (BNDES)’, EconomiA, 23 July 2015, available at http://dx.doi.org/10.1016/j.econ.2015.03.006.

3 The S for Social was added in 1982.

4 Cláudia Regina Baddini Curralero, ‘A atuação do sistema BNDES como instituição financeira de fomento no período 1952–1996’, unpubl. MA thesis, Universidade Estadual de Campinas, 1998; Alexandre de Santana Lima, ‘A atuação do BNDES no desenvolvimento econômico brasileiro: 1952–2002’, unpubl. MA thesis, PUC-SP, 2007; Victor Leonardo Figueiredo Carvalho de Araújo, ‘Revisitando o desenvolvimentismo brasileiro: o BNDE e o financiamento de longo prazo – 1952/1964’, unpubl. PhD diss., UFF, 2007.

5 Lima, ‘A atuação do BNDES’; Araújo, ‘Revisitando’; da Conceição Tavares, Maria, de Melo, Hildete Pereira, Caputo, Ana Claudia, da Costa, Gloria Maria Moraes e de Araújo, Victor Leonardo, ‘O papel do BNDE na industrialização do Brasil: os anos dourados do desenvolvimentismo, 1952–1980’, Memórias do Desenvolvimento, 4: 4 (2010), pp. 13196 .

6 Geddes, Barbara, ‘Building “State” Autonomy in Brazil, 1930–1964’, Comparative Politics, 22: 2 (1990), pp. 217–35; Araújo, ‘Revisitando’; Eliza Jean Willis, ‘An Enduring Pocket of Effectiveness: The Case of the National Economic Development Bank of Brazil (BNDE)’, in Michael Roll (ed.), The Politics of Public Sector Performance: Pockets of Effectiveness in Developing Countries (London: Routledge, 2014), pp. 74–96.

7 Marco Antônio Albuquerque de Araújo Lima, ‘O desenvolvimento inacabado do Brasil: O BNDE e a Convenção do Crescimento de 1952 a 1978’, unpubl MA thesis, UFFRJ, 2006; José Luciano Dias, O BNDES e o Plano de Metas (Rio de Janeiro: FGV-RJ, 1996); Adriana Nascimento Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista a gestor da privatização – 1952–2002’, unpubl. MA thesis, UNICAMP, 2004. Baer, Werner and Villela, Annibal V., ‘The Changing Nature of Development Banking in Brazil’, Journal of Interamerican Studies and World Affairs, 22: 4 (1980), pp. 423–40.

8 Willis, ‘An Enduring Pocket of Effectiveness’, p. 43.

9 Celso Lafer, ‘The Planning Process and the Political System in Brazil: A Study of Kubitschek's Target Plan – 1956–1961’, unpubl. PhD diss., Cornell University, 1980; Eliza Jean Willis, ‘The State as Banker: The Expansion of the Public Sector in Brazil’, unpubl. PhD diss., University of Texas, Austin, 1986; Geddes, ‘Building “State” Autonomy’, pp. 217–35.

10 Baer and Villela, ‘The Changing Nature’, pp. 423–40.

11 Henrique Rattner, Instituições financeiras e desenvolvimento tecnológico autônomo: o banco nacional de desenvolvimento econômico e social (São Paulo: IPE-USP, 1991); Dias, O BNDES e o Plano de Metas.

12 Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’; Carlos Lessa, Quinze anos de política econômica (Rio de Janeiro: CEPAL/BNDE, 1982); Dulce Corrêa Monteiro Filha, ‘A aplicação de fundos compulsórios pelo BNDES na formação da estrutura setorial da indústria: 1952 a 1989’, unpubl. PhD diss., UFRJ, 1994; Dias, O BNDES e o Plano de Metas; Curralero, ‘A atuação do sistema BNDES’.

13 Monteiro Filha, ‘A aplicação de fundos compulsórios’; Dias, O BNDES e o Plano de Metas; Lessa, Quinze anos; Ana Luiza d’Ávila Viana, ‘O BNDE e a industrialização brasileira: 1952–1961’, unpubl. MA thesis, UNICAMP, 1981; Tavares et al., ‘O papel do BNDE’, pp. 13–196.

14 Viana, ‘O BNDE e a industrialização brasileira’; Vanessa Petrelli Corrêa, ‘A estrutura de financiamento brasileira e a oferta de financiamento de longo prazo ao investimento’, unpubl. PhD diss., UNICAMP, 1995; Rosane de Almeida Maia, ‘Estado e industrialização no Brasil: estudo dos incentivos ao setor privado, nos quadros do programa de metas do governo Kubitschek’, unpubl. MA thesis, USP, 1986; Lessa, Quinze anos.

15 Tavares et al., ‘O papel do BNDE’, p. 82.

16 Geddes, ‘Building “State” Autonomy’, pp. 217–35.

17 Baer and Villela, ‘The Changing Nature’; Prochnik, Marta, ‘Fontes de recursos do BNDES’, Revista do BNDES, 2: 4 (1995), pp. 143–80.

18 Carlos Lessa, A estratégia de desenvolvimento, 1974/76 (Campinas: UNICAMP, 1998).

19 Lessa, A estratégia; Baer and Villela, ‘The Changing Nature’, pp. 432–40.

20 Alice H. Amsden, The Rise of ‘The Rest’: Challenges to the West from Late-Industrializing Economies (Oxford: Oxford University Press, 2001).

21 Rattner, Instituições financeiras.

22 Werner Baer, A industrialização e o desenvolvimento econômico do Brasil (Rio de Janeiro: FGV-RJ, 1988).

23 Sheila Najberg, ‘Privatização de recursos públicos: os empréstimos do sistema BNDES ao setor privado nacional com correção monetária parcial’, unpubl. MA thesis, PUC-Rio, 1989.

24 Luciano Martins, Estado capitalista e burocracia no Brasil pós-64 (Rio de Janeiro: Paz e Terra, 1985); Willis, ‘The State as Banker’; Evans, Peter, ‘Reinventing the Bourgeoisie: State Entrepreneurship and Class Formation in Dependent Capitalist Development’, American Journal of Sociology, 88 (1982), pp. 210–47. See also, Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’.

25 Lessa, A estratégia; Curralero, ‘A atuação do sistema BNDES’.

26 Baer and Villela, ‘The Changing Nature’, pp. 432–40.

27 Willis, ‘The State as Banker’.

28 Najberg, ‘Privatização de recursos públicos’; Pellegrini, Josué Alfredo, ‘Sistema BNDES – atuação recente, diagnóstico da situação atual e perspectivas’, Estudos Econômicos, 23: 3 (1993), pp. 401–44; Monteiro Filha, ‘A aplicação de fundos compulsórios’; Filha, Dulce Corrêa Monteiro, ‘A contribuição do BNDES para a formação da estrutura setorial da indústria brasileira no período 1952/89’, Revista do BNDES, 2: 3 (1995), pp. 151–66; Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’; Ana Paula da Silva Bernardino, ’ Fontes de recursos e atuação do BNDES sob uma perspectiva histórica’, Revista do BNDES, 12: 23 (2005), pp. 53–72; Lima, ‘A atuação do BNDES’.

29 Mourão, Júlio Olímpio Fusaro, ‘A integração competitiva e o planejamento estratégico no Sistema BNDES’, Revista do BNDES, 1: 2 (1994), pp. 326 ; Karen Fernández Costa, ‘Mudança de rumo, mesma função – o BNDES na segunda metade dos anos 80’, unpubl. MA thesis, PUC-São Paulo, 2003.

30 Pellegrini, ‘Sistema BNDES’, pp. 401–44.

31 Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’; Monteiro Filha, ‘A aplicação de fundos compulsórios’ and ‘A contribuição do BNDES’, pp. 151–66.

32 Hermann, Jennifer, ‘Financial Structure and Financing Models: The Brazilian Experience over the 1964–1997 Period’, Journal of Latin American Studies, 34: 1 (2002), pp. 71114 ; Development Banks in the Financial-Liberalization era: The Case of BNDES in Brazil’, Cepal Review, 100 (2010), pp. 189203 ; Luciane F. Gorgulho, ‘O capital de risco como alternativa de financiamento às pequenas e médias empresas de base tecnológica: o caso do Contec/BNDES’, unpubl. MA thesis, UFRJ, 1996.

33 de Sousa, Filipe Lage, ‘O papel do BNDES na distribuição geográfica da indústria de transformação’, Revista do BNDES, 10: 19 (2003), pp. 320 ; Aristedes Monteiro Neto, ‘Desenvolvimento regional em crise: políticas econômicas liberais e restrições à intervenção estatal no Brasil dos anos 90’, unpubl. PhD diss., UNICAMP, 2005.

34 Felipe Cerqueira Guth, ‘O BNDES nos anos 1990: uma análise keynesiana’, unpubl. MA thesis, UFRJ, 2006; Lima, ‘A atuação do BNDES’.

35 Bonelli, Regis and Pinheiro, Armando Castelar, ‘O papel da poupança compulsória no financiamento do desenvolvimento: desafios para o BNDES’, Revista do BNDES, 1: 1 (1994), pp. 1736 ; Prates, Daniela Magalhães, Cintra, Marcos Antonio Macedo and de Freitas, Maria Cristina Penido, ‘O papel desempenhado pelo BNDES e diferentes iniciativas de expansão do financiamento de longo prazo no Brasil dos anos 90’, Economia e Sociedade, 15 (2000), pp. 85116 ; Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’; Guth, ‘O BNDES nos anos 1990’.

36 Hermann, ‘Development Banks’, pp. 189–203.

37 Licínio Velasco ‘A economia política das políticas públicas: fatores que favoreceram as privatizações no período 1985/94’, BNDES area de planejamento, texto para discussão, 1997; Marina Figueira de Mello, ‘A privatização no Brasil: análise dos seus fundamentos e experiências internacionais’, unpubl. PhD diss., USP, 1992; Francisco Anuatti Neto, Milton Barossi Filho and Roberto Macedo, ‘Costs and Benefits of Privatization: Evidence from Brazil’, Inter-American Development Bank Working Paper 455 (2003); Pinheiro, Amando Castelar and Giambiagi, Fábio, ‘As empresas estatais e o programa de privatização do governo Collor’, Pesquisa e planejamento econômico, 22: 2 (1992), pp. 241–88; Brazilian Privatization in the 1990s’, World Development, 22: 5 (1994), pp. 737–53; Lucratividade, dividendos e investimentos das empresas estatais: uma contribuição para o debate sobre a privatização no Brasil’, Revista Brasileira de Economia, 51: 1 (1997), pp. 93132 .

38 Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’, p. 107.

39 Aloysio Biondi, O Brasil privatizado: um balanço do desmonte do Estado (São Paulo: Fundação Perseu Abramo, 2003).

40 Mourão, Júlio Olímpio Fusaro, ‘A integração competitiva e o planejamento estratégico no Sistema BNDES’, Revista do BNDES, 1: 2 (1994), pp. 326 .

41 Karen Fernández, ‘BNDES: atuação, papel e ideário nos governos Fernando Henrique e Lula’, presented at the 30th annual meeting of ANPOCS, São Paulo, Brasil, 27 Oct. 2006, p. 3.

42 Diniz, ‘BNDES: de agente desenvolvimentista’.

43 Velasco ‘A economia política’, p. 9.

44 Prates et al., ‘O papel desempenhado pelo BNDES’, pp. 85–116; Hermann, ‘Development Banks’, pp. 189–203.

45 Bonelli and Pinheiro, ‘O papel da poupança compulsória’, pp. 17–36.

46 Ana Claudia Além, ‘O desempenho do BNDES no período recente e as metas da política econômica’, Texto para Discussão do BNDES, 65, 1998; Prates et al., ‘O papel desempenhado pelo BNDES’, pp. 85–116; Catermol, Fabrício, ‘BNDES-exim: 15 anos de apoio às exportações brasileiras’, Revista do BNDES, 12: 24 (2005), pp. 330 .

47 Plattek, Mauro, ‘Contribuição dos desembolsos do BNDES para a formação bruta de capital fixo: uma análise para a década de 90’, Revista do BNDES, 8: 15 (2001), pp. 103–24; Gianmarco I. P. Ottaviano and Filipe Lage de Sousa, ‘O efeito do BNDES na produtividade das empresas’, in João Aberto De Negri and Luis Cláudio Kubota (eds.), Políticas de incentivo à inovação tecnológica no Brasil (Rio de Janeiro: IPEA, 2008), pp. 361–86; de Oliveira Pereira, Roberto, ‘Ação do BNDES sobre o emprego formal: efeito nas empresas financiadas’, Revista do BNDES, 14: 27 (2007), pp. 2742 ; de Sousa, Filipe Lage, ‘O papel do BNDES na distribuição geográfica da indústria de transformação’, Revista do BNDES, 10: 19 (2003), pp. 320 ; ‘Custos, BNDES e produtividade’, Texto para discussão, Universidade Federal Fluminense, 2010.

48 Ottaviano and Sousa, ‘O efeito do BNDES’, pp. 30–1.

49 Sousa, ‘O papel do BNDES’, p. 18.

50 Amando Castelar Pinheiro, ‘Bancos públicos no Brasil: Para onde ir?’, in Armando Castelar Pinheiro e Luiz Chrysostomo de Oliveira Filho (eds.), Mercado de capitais e bancos públicos: experiências comparadas (Rio de Janeiro: Contra Capa, 2007), pp. 159–263; Eduardo Levy Yeyati, Alejandro Micco and Ugo Panizza, ‘Should the Government be in the Banking Business? The Role of State-owned and Development Banks’, IADB Working Paper, 2004; Persio Arida, ‘Mecanismos compulsórios e mercados de capitais: propostas de política econômica’, Texto para Discussão n. 8, Instituto de Estudos de Política Econômica (2005); Sergio G. Lazzarini, Aldo Musacchio, Rodrigo Bandeira-de-Mello and Rosilene Marcon, ‘What do Development Banks Do? Evidence from Brazil, 2002–2009’, SSRN Working Paper (May 2012); Edmar Bacha, ‘Bancos públicos: o que fazer?’, in Armando Castelar Pinheiro e Luiz Chrysostomo de Oliveira Filho (eds.), Mercado de capitais e bancos públicos, pp. 265–9.

51 Filho, Ernani Teixeira Torres, ‘Crédito direcionado e direcionamento do crédito: situação atual e perspectivas’, Revista do BNDES, 13: 25 (2006), pp. 3550 ; ‘Mecanismos de direcionamento do crédito, bancos de desenvolvimento e a experiência recente do BNDES’, in Francisco Marcelo Rocha Ferreira, and Beatriz Barbosa Meirelles, (eds.), Ensaios sobre economia financeira (Rio de Janeiro: BNDES, 2009), pp. 11–56; deFreitas, Maria Cristina Penido, ‘Desafios do financiamento de longo prazo no Brasil’, Boletim de Economia da Fundap, 4 (2011), pp. 1526 ; Hermann, ‘Development Banks’, pp. 189–203.

52 Filho, Ernani Teixeira Torres, ‘A reforma do sistema FAT-BNDES: críticas à proposta Arida’, Revista do BNDES, 12: 24 (2005), pp. 3142 ; Mario Gomes Schapiro, ‘Making the Developmental State Work: How Does a Mandate Matter for the Brazilian Development Bank?’, Fundação Getúlio Vargas Working Paper, 2012.

53 Prado, Luiz Carlos and Filha, Dulce Monteiro, ‘O BNDES e os acordos de capital de Basiléia’, Revista do BNDES, 12: 23 (2005), pp. 177200 ; Sobreira, Rogério and Martins, Norberto Montani, ‘Os acordos de Basiléia e bancos de desenvolvimento no Brasil: uma avaliação do BNDES e do BNB’, Revista de Administração Pública, 42: 2 (2011), pp. 349–76.

54 Prado and Monteiro Filha, ‘O BNDES e os acordos’, pp. 177–200; Lazzarini et al., ‘What do Development Banks do?’

55 Luciano Galvão Coutinho, Antonio Marcos Ambrozio, André Albuquerque Sant'Anna, and Guilherme Castanho Franco Montoro, ‘Inclusão financeira no Brasil: o papel do BNDES’, in Luis Edson Feltrim, Elvira Cruvinel Ferreira Ventura, and Alessandra von Borowski Dodl (eds.), Perspectivas e desafios para inclusão financeira no Brasil: visão de diferentes atores (Brasília: Banco Central do Brasil, 2009).

56 Giambiagi, Fabio, Rieche, Fernando and Amorim, Manoel, ‘As finanças do BNDES: evolução recente e tendências’, Revista do BNDES, 16: 31 (2009), pp. 340 ; Prochnik, Marta and Machado, Vivian, ‘Fontes de recursos do BNDES: 1995–2007’, Revista do BNDES, 14: 29 (2008), pp. 334 .

57 Giambiagi et al., ‘As finanças do BNDES’, pp. 3–40; Lamenza, Guilherme, Pinheiro, Felipe and Giambiagi, Fabio, ‘A capacidade de desembolso do BNDES durante a década de 2010’, Revista do BNDES, 18: 36 (2011), pp. 4388 .

58 Luís Otávio de Abreu Reiff, Gustavo Antônio Galvão dos Santos and Luís Henrique Rosati Rocha, ‘Emprego formal, qualidade de vida e o papel do BNDES’, Revista do BNDES, 14: 27 (2007), pp. 5–26; Pereira, ‘Ação do BNDES’, pp. 27–42; Sousa, ‘Custos, BNDES e produtividade’; Danilo Coelho and João Alberto de Negri, ‘Impacto do financiamento do BNDES sobre a produtividade das empresas: uma aplicação do efeito quantílico de tratamento’, Working Paper, IPEA, 2010; Sergio G. Lazzarini and Aldo Musacchio, ‘Leviathan as a Minority Shareholder: A Study of Equity Purchases by the Brazilian National Development Bank (BNDES), 1995–2003’, SSRN Working Paper (November 2010).

59 Além, Ana Claudia e Cavalcanti, Carlos Eduardo, ‘O BNDES e o apoio à internacionalização das empresas brasileiras: algumas reflexões’, Revista do BNDES, 12: 24 (2005), pp. 4376 ; Ana Claudia Além e Rodrigo Madeira, ‘Internacionalização e competitividade: a importância da criação de empresas multinacionais brasileiras’, in Ana Claudia Além e Fabio Giambiagi, O BNDES em um Brasil em transição (Rio de Janeiro: BNDES, 2010), pp. 39–56; Catermol, ‘BNDES – exim’, pp. 3–30; Ana Rosa Ribeiro de Mendonça, Rubia Wegner and Simone de Deos, ‘Financiamento do investimento em um contexto de cooperação financeira: avaliação dos avanços no âmbito do Mercosul’, in David Kupfer, Celio Hiratuka and Mariano F. Laplane (eds.), Perspectivas do investimento no Brasil: temas transversais (Rio de Janeiro: UFRJ/UNICAMP, 2010), pp. 251–93; Luis Fernando Novoa, ‘O Brasil e seu “desbordamento”: o papel central do BNDES na expansão das empresas transnacionais brasileiras na América do Sul’, in Instituto Rosa Luxemburg Stiftung (ed.), Empresas transnacionais brasileiras na América Latina: em debate necessário (São Paulo: Editora Expressão Popular, 2009), pp. 188–204; Clarissa Barbosa Ramos Prudêncio de Carvalho, ‘A atuação do BNDES na integração da América do Sul’, unpubl. MA thesis, Universidade Federal de Pernambuco, 2011; Yolanda Ramalho, Sonia Lebre Café and Gisele Costa, ‘Planejamento corporativo 2009–2014’, in Ana Cláudia Além e Fabio Giambiagi (eds.), O BNDES em um Brasil em transição (Rio de Janeiro: BNDES, 2010), pp. 93–104.

60 Mansueto Almeida and Ben Ross Schneider, ‘Globalization, Democratization, and New Industrial Policies in Brazil’, in Wonhyuk Lim and Richard Locke (eds.), Industrial Policies (World Bank and Korean Development Institute, forthcoming), available at: https://mansueto.files.wordpress.com/2013/08/almeida-schneider-2012.pdf.

This project was undertaken with financial support from the Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social (BNDES) through a grant from its Project Structuring Fund (Fundo de Estruturação de Projetos do BNDES, or FEP), FEP 03/2011. The results are the sole responsibility of the authors and do not reflect the opinion of BNDES. The authors wish to thank our research assistants, Graziella Magalhães Candido de Castro, Guilherme Byrro Lopes, Gustavo Foresto Crispim, Luiz Henrique Pacheco and Pedro Henrique Navarrete. We dedicate this article to the memory of our colleague, Maurício Jorge Pinto de Souza.

Recommend this journal

Email your librarian or administrator to recommend adding this journal to your organisation's collection.

Journal of Latin American Studies
  • ISSN: 0022-216X
  • EISSN: 1469-767X
  • URL: /core/journals/journal-of-latin-american-studies
Please enter your name
Please enter a valid email address
Who would you like to send this to? *
×

Keywords

Metrics

Full text views

Total number of HTML views: 0
Total number of PDF views: 0 *
Loading metrics...

Abstract views

Total abstract views: 0 *
Loading metrics...

* Views captured on Cambridge Core between <date>. This data will be updated every 24 hours.

Usage data cannot currently be displayed